sábado, 26 de maio de 2012

....




Amélia Pais
1943-2012

“Penso em ti como um desejo interrompido 
que se teceu na minha memória.
E sonho-te mais do que te recordo. 
Seleciono. Invento-te um nome, um rosto. 
Reconstruo. Reconstruo-te. 
Peça a peça. 
Minuciosamente – real ou irreal, 
- Assim te lembro.” 

Autor:Amélia Pais

domingo, 20 de maio de 2012

meu amor


meu amor.  não te devia chamar assim.  talvez nos caminhos do sul as papoilas te façam lembrar de mim.  talvez. porque não sei os caminhos que te levaram para longe, porque nem eu podia fazer parte desses caminhos.  a vida é fácil para quem ama e foi isso que eu nunca entendi.  aliás nem quis entender. meu amor.  se nos caminhos do sul souberes um dia as cores das manhãs que existem – ainda – nos meus sonhos, então é que também ainda subsiste resquícios de mim em ti.   e só isso interessa.

Autor : BeatriceM
Foto : Lara3

domingo, 13 de maio de 2012

Piano em silêncio


Bernardo Sassetti
24 de Junho de 1970
10 de Maio de 2012
.
As trevas a deambularem
no vazio do tempo
é tarde o silêncio 
nas teclas do piano
as poeiras são fragmentos
de mágoa
exaustas na demanda da 
partitura que ainda lá está
à espera dos teus dedos.

.
Autor :Beatrice

domingo, 6 de maio de 2012

e ...


sonhei teu corpo, depois de conhecer teu rosto.  chamei, teu nome, antes  mesmo de mo dizeres.   por vezes olhava-te e pensava que tu não eras real, que eras uma imaginação da minha mente perturbada.  eu seria apenas uma mariposa em redor duma luz, que os teus olhos lampejavam.    pensei. sonhei. sem saber discernir o sonho e o pensamento.  a realidade.   a utopia.  sonhei.   ainda sonho com o teu beijo e o fim das alvoradas.

.

autor :BeatriceM  2012-05-06
foto: Paulo César